Os Pneus Michelin ficaram com as melhores notas nos testes de frenagem, aderência e impacto.

Diante dos altos índices de criminalidade nas grandes cidades, a procura pela blindagem automotiva vem sendo cada vez mais buscada por motoristas que se veem obrigados a se adequar nesta necessidade. Você pode comprar o veículo já blindado ou então realizar a blindagem em uma oficina mecânica, mas você deve ter conhecimento que este processo possui uma série de etapas e regras que são estabelecidas até mesmo pelo Exército Brasileiro.

Apesar de ser um processo bastante burocrático, o investimento na sua segurança pessoal e na do veículo acaba por ter um custo benefício maior do que os gastos efetuados no processo.

Se você quer saber tudo o que é preciso para ter um carro blindado, leia este artigo.

O que é a blindagem automotiva?

Trata-se de uma camada interna de lâminas que protegem e impedem que objetos perfurantes atinjam o interior do veículo. Há diversos tipos e valores para a realização de uma blindagem, dependendo de quantos calibres ela pode barrar, por exemplo, em um caso de assalto a mão armada. O valor investido em um tipo de serviço como este é estimado em, pelo menos, 50 mil reais.

No entanto, é importante dizer que ter um carro blindado não é sinônimo de ter um superpoder. Especialistas afirmam que, mesmo com a blindagem, existem pontos vulneráveis em um veículo, portanto, é sempre bom evitar andar na zona de perigo.

Uma outra informação importante e bastante pertinente sobre a blindagem é que os carros blindados são bem mais pesados do que os veículos convencionais, chegando até 180 a 200 kg. Com isso, a necessidade de passar por uma manutenção automotiva é tida com bastante frequência. Isso acontece pois o gasto com combustível e o desgaste das peças são diretamente afetados por causa do peso do carro. O mesmo excesso de peso pode atrapalhar também na potência do veículo, levando-o a sofrer sérios danos em sua estrutura.

O consumo do combustível também é um fator a observar quando se tem um carro blindado. Devido ao peso do veículo e o aumento do esforço do motor, a blindagem acaba aumentando gradativamente o aumento do combustível. Novas tecnologias vêm sendo utilizadas diminuir o peso do automóvel e reduzir o consumo do combustível, como é o caso da utilização de materiais como o Kevlar e a otimização da utilização do aço.

Recomenda-se, portanto, a realização de revisões constantes em todo o sistema se suspensão, checando as condições dos amortecedores, molas e sistemas de freio.

O material utilizado na blindagem também necessita de revisões regulares ao longo do tempo para evitar seu desgaste. Indica-se a realização de manutenções a cada 10 mil km rodados.

Regularização de carros blindados

Qualquer carro hoje em dia pode ser blindado. Mas ao considerar passar por um processo como este, é preciso estar informado sobre algumas etapas essenciais para a realização do processo pois, como já foi anteriormente mencionado, há algumas questões burocráticas que precisam ser bem pontuadas. Veja quais são
elas:

  1. Encontrar uma empresa de confiança, que seja licenciada e autorizada a realizar o processo de blindagem;
  2. Obter a autorização do Detran;
  3. Obter também a autorização do Exército Brasileiro;
  4. Obter um certificado de confiança veicular emitido pela Instituição Técnica Licenciada (ITL);
  5. Solicitar a emissão do CRV, junto ao Detran, constando “veículo blindado”.

Pneus para carros blindados

Devido ao aumento do peso, os pneus utilizados em veículos blindados precisam ser mais resistentes, embora eles não possam ser blindados. A cada 20kg de carga, a pressão dos pneus precisa ser aumentada em 1 bar. O pneu precisa estar sendo utilizado com uma cinta de borracha para absorver melhor o impacto e oferecer uma melhor sustentação para as rodas automotivas não sofrerem danos, dando ainda mais segurança e durabilidade.

Leblon Pneus RJ

Somos uma Revendedora Multimarcas de Pneus, oferecemos também os serviços de borracheiro completo, balanceamento de rodas, alinhamento 3D, suspensão, direção, freio, rodas, injeção eletrônica, manutenção e higienização de ar condicionado, câmbio automático, motor, elétrica, bateria, refrigeração, palheta limpador de para-brisa e troca de óleo.

Posts recentes

Tags

Arquivos

Newsletter

Seja o primeiro a saber sobre nossas dicas e novidades, se inscreva em nossa lista!



    Eu respeito sua privacidade e apoio as boas práticas do Comitê Anti-Spam e órgãos que regulam a internet.